A História Profética de Líderes Israelenses Seculares

This post is also available in: enEnglish frFrançais ko한국어

Ao longo dos últimos cem anos, a Igreja tem ensinado muito sobre o profético, e nós acreditamos em todas as suas formas. Não há restrições para as maneiras que Deus pode usar para falar conosco. A Bíblia diz em Apocalipse 19.10 que o Evangelho em si mesmo já é uma profecia. Ele representa um dos dois “olhos” da profecia. O outro “olho” vem da visão de mundo bíblica israelita, e precisamos começar a entendê-la à medida que continuamos a caminhar em direção ao fim dos tempos.

Uma forma de aprender essa visão é ler a segunda metade de Isaías 61.2, começando pelo dia do juízo e a restauração do reino de Deus neste mundo. Outra maneira é simplesmente ler todas as profecias desde Isaías a Malaquias e entender que grande parte delas ainda não se cumpriu. Essas são palavras proféticas atuais. Em seguida, ler o livro de Apocalipse mostra como João uniu tanto as profecias para Israel quanto para a Igreja a fim de profetizar às nações.

A seguir, estão outras 10 chaves que aprendi ao estudar a história judaica, o pensamento rabínico e os eventos atuais aqui em Israel:

1 Restaurando a Língua
A primeira chave foi talvez a primeira palavra profética moderna a respeito de Israel no fim dos tempos. No final da década de 1870, Eliezer Ben-Yehuda teve uma visão. Ele sentiu Deus lhe dizendo: “Você voltará e restaurará a língua dos profetas na terra dos profetas.” Ele aceitou esse chamado, e hoje é conhecido como o pai da língua hebraica moderna. Ele se mudou com sua família para Israel em 1881, e seu filho foi a primeira pessoa a falar hebraico como sua língua materna.

Vejo isso como um paralelo a nós como uma comunidade messiânica em Israel, já que nos voltamos, não apenas à língua hebraica, mas também à prática de falar em línguas assim como a igreja primitiva fez pela primeira vez em Shavuot em Atos 2.

2 Reconciliação Global
A segunda chave veio do Rabino Kook, o primeiro Rabino Chefe de Israel, e possivelmente o mais importante na história judaica moderna. No início, os judeus ultraortodoxos eram contra a nação de Israel. Na verdade, a maioria deles ainda é. Kook viu que os pioneiros israelenses eram seculares, ateístas e comunistas; portanto o movimento não podia ter vindo de Deus e, sim, do diabo. Contudo, porque estavam trazendo o povo de Deus de volta à terra de Israel de acordo com as profecias bíblicas, ele criou uma ponte entre a ultraortodoxia e o sionismo moderno, e ao fazer isso, estabeleceu as bases para o que chamamos Ortodoxia Moderna. Hoje, essa linha de judaísmo é a favor de Israel e até mesmo serve nas IDF (Forças de Defesa de Israel).

Semelhantemente, acredito que nosso chamado como messiânicos é reunir todos os diversos aspectos de Israel, incluindo judeus ortodoxos e seculares, bem como a Eclésia Internacional (Igreja). Por toda a história, esses grupos tem se oposto uns aos outros, embora devêssemos estar do mesmo lado. Assim sendo, a segunda palavra profética do fim dos tempos é a união de Israel e a Igreja.

3 Estágios de Restauração
Quando o Rabino Kook considerou o Estado Moderno de Israel, ele não acreditava que era o reino de Deus, mas, sim, o primeiro estágio da restauração que levaria ao Reino de Deus. Tinha que haver algum tipo de restauração física da terra e do povo de Israel para que a redenção pudesse acontecer.

Estamos dizendo a mesma coisa. Israel Moderno hoje não é o Reino de Deus, ele corresponde, de fato, aos passos iniciais de uma restauração que está avançando rumo ao reino de Deus. É um erro ser super sionista e chamar isso de reino de Deus, e também é um erro rejeitar a ideia completamente. Estamos dizendo que esses são estágios iniciais e a comunidade messiânica está no meio disso.

Não perca o texto da próxima semana para ler mais sobre essas 10 chaves proféticas modernas ou se inscreva para receber nosso informativo semanal por e-mail!

Print Friendly, PDF & Email
By | 2016-09-21T00:00:00+00:00 September 21st, 2016|Sem categoria|0 Comments

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.