A lei de Moisés e o milênio

This post is also available in: enEnglish

A lei de Moisés e o milênio

Plenitude ainda está por vir.
Ao ler a Torá, não podemos deixar de notar a descrição de diversas instituições sociais que nunca parecem alcançar sua plenitude na história de Israel. Por exemplo:

  1. Sistema Judicial
  2. Sistema Agrícola
  3. Festa e Calendário
  4. Sacerdócio
  5. Assentamento e habitação na Terra

Se todos esses elementos estão nas Escrituras (e “a Escritura não pode falhar” – João 10.35), não deve haver um tempo em que elas chegarão à plenitude de cumprimento? Alguns descartam essas passagens como simplesmente da “velha” aliança, que foram eliminadas e ultrapassadas pela “nova”, mas nós acreditamos que em Yeshua, veremos a “plenitude de todas as coisas” – incluindo tudo o que está na Torá e nos Profetas, no céu ou na terra (Atos 3.21; Efésios 1.10).

Assunto Inacabado
Com isso em mente, podemos ler a Torá de maneira “profética”, entendendo que existe um cumprimento futuro ainda por vir (Mateus 5.17-18). As profecias do fim dos tempos estão repletas de referências a elementos da Torá: Isaías 2 descreve o reino milenar no qual “a Torá sairá de Sião” (versículo 3); os capítulos 60 a 66 de Isaías predizem uma renovação de Sião e de habitação e assentamento na terra; Isaías 66 faz referência às leis alimentares (versículo 17), aos levitas (versículo 21), às luas novas e aos sábados (versículo 23).

Os últimos 9 capítulos de Ezequiel são talvez os mais desafiadores. Um novo Templo é construído, descrito em minuciosos detalhes (capítulos 40 a 41), que é depois totalmente tomado com a glória de Deus (capítulo 43), com um novo sistema de sacerdócio e sacrifício (capítulo 44), incluindo todas as celebrações das festas (45), liderada pelo Rei Messiânico (46), em uma renovação da natureza e da agricultura (47), e reassentamento na terra de acordo com as tribos de Israel (48). O que vamos fazer com todos esses capítulos?

O final do livro de Joel descreve uma restauração de Sião, tanto espiritual quanto econômica, após os eventos do fim dos tempos. Miquéias fala do restabelecimento do antigo reino (Miquéias 4.8). Zacarias 14 descreve também uma restauração de festas e adoração no Templo após a Segunda Vinda do Messias. A partir dessas Escrituras bastante numerosas, parece que haverá uma renovação da observância da Torá durante o Reino Milenar, que será coerente com as prioridades e ênfases da Nova Aliança, conforme ensinada por Yeshua e pelos Apóstolos.

O reino de Deus tem ordem. Toda a Bíblia, incluindo a Torá, define essa ordem divina. (“Torá” significa não apenas “lei”, mas “instrução”). O objetivo final do Evangelho do Reino, que será cumprido no Milênio, é estabelecer a ordem de Deus na Terra para Israel e as nações. Oremos por sabedoria para entender a correta integração de evangelho, lei e reino nestes fins dos tempos.

Print Friendly, PDF & Email
By | 2018-10-14T13:40:17+00:00 September 27th, 2018|Uncategorized|0 Comments

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.