Comparações com o Corona, Pragas e Sacerdotes

This post is also available in: English Français Deutsch Español 한국어 Nederlands 简体中文 Italiano 日本語 polski Čeština Dansk

Comparações com o Corona, Pragas e Sacerdotes

Você pode se unir a mim em oração junto com Daniel?

“Ah! Senhor! Deus grande e temível, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos;

Temos pecado e cometido iniquidades, procedemos perversamente e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos…

A ti, ó Senhor, pertence a justiça, mas a nós, o corar de vergonha…

quer os de perto, quer os de longe, em todas as terras por onde os tens lançado, por causa das suas transgressões que cometeram contra ti.” (Daniel 9.4-7)

Não consigo deixar de pensar em como somos privilegiados por fazermos parte desta geração aqui na terra neste momento!

Alguns podem achar que essa é uma afirmação estranha, considerando o que o mundo está enfrentando com a praga moderna chamada coronavírus. No entanto, quantas gerações de crentes se passaram antes de nós esperando pelos últimos dias, quando o retorno do Messias estaria próximo? A pergunta é: o que devemos fazer e o que podemos esperar?

“Sintomas” semelhantes aos dos últimos dias foram vistos durante o tempo de José no Egito, pouco antes de ele se revelar a seus irmãos. O que ele fez? Ele pediu para todos os egípcios sairem da sala. O que aconteceu em nossos dias? Turistas do exterior foram impedidos de entrar na terra de Israel. Será que estamos nos aproximando da revelação do Messias ao seu povo?

Os hebreus estavam em Gósen no período das pragas antes do Êxodo. Como Gósen foi afetado pelas pragas? Havia escuridão lá? Não. De fato, a única praga que atingiu Gósen foi o anjo da morte, mas eles foram cobertos pelo sangue do cordeiro sacrificial nas ombreiras das portas. Precisamos ser cobertos com o sangue de Yeshua, enquanto as pragas de hoje enchem nossas cidades; ser testemunhas dele à medida que avançamos, cheios de fé e esperança. A vitória não é nossa, mas de Yeshua através de nós, para que outros possam experimentar sua paz.

Deus poderia ter realizado tudo no Egito com apenas uma praga. Por que foi necessário repetir o processo de endurecimento do coração do faraó vez após vez? Se pensarmos nos desastres que ocorreram recentemente em todo o mundo, o que vemos? Terremotos, vulcões e inundações. Infelizmente, as pessoas tendem a passar por elas e voltar à vida normal como de costume.

Números 16:41-50 mostra por que Deus às vezes repete as coisas para que possamos entender. As pessoas estavam reclamando, Deus disse a Moisés e Arão para sairem do caminho porque, bem, já tinha passado dos limites. O que eles fizeram? Por conhecerem o coração de Deus, que era para não destruir seu povo, Moisés e Arão ficaram no meio da congregação com uma oferta. Eles ficaram entre os vivos e os mortos segurando o incensário no meio da congregação para expiar os pecados. A praga havia começado. Muitos morreram, no entanto, a praga foi interrompida antes da destruição total. O povo precisava ser despertado para olhar para Deus, não para a sabedoria e o conhecimento do homem.

Nosso lugar é buscar o coração de Deus. Este é o coração dele: ‘Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do perverso, mas em que o perverso se converta do seu caminho e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que haveis de morrer, ó casa de Israel?’ (Ezequiel 33.11)

Nosso lugar é ser suas testemunhas aqui na terra. Como Arão, o sacerdote, somos chamados a permanecer no meio do povo, levantando o incensário e intercedendo em seu favor.

Print Friendly, PDF & Email
By | 2020-06-06T11:02:30+00:00 June 6th, 2020|Uncategorized|Comments Off on Comparações com o Corona, Pragas e Sacerdotes